Diabetes e Hipoglicemia

| Junho 7, 2012 | 0 Comments

Diabetes e Hipoglicemia

A hipoglicemia é a complicação mais frequente e a mais temida numa dieta para diabéticos devido aos danos cerebrais que pode causar. Está presente quando a glicemia (açúcar no sangue) está muito baixa e pode ocorrer devido a excesso de insulina, excesso de exercício ou alimentação insuficiente. Segundo a Federação Internacional de Diabetes a hipoglicemia provoca mau estar e deve ser corrigida rapidamente com açúcar seguida de uma refeição ligeira.

Os diabéticos que façam tratamento com insulina ou anti diabéticos orais (comprimidos) devem estar atentos a esta situação.

Os sintomas de hipoglicemia podem ser sudação, palidez, tremor, sensação de cabeça vazia, má disposição e/ou fome devoradora, confusão mental e agressividade anormal. Atenção, que nem todas as pessoas têm os mesmos sintomas e nem todos os sintomas que estão descritos.

A forma correcta de como resolver situações de hipoglicemia é a seguinte:

Aos primeiros sintomas deve tomar 1 pacote de açúcar (6-9 gr), depois avaliar a glicemia através de glucómetro (aparelho próprio para avaliação do açúcar no sangue) se a glicemia estiver abaixo de 70 mg/dl (em pessoas com idade inferior a 80 anos) ou 80 mg/dl (em pessoas com idade superior a 80 anos), se a glicemia estiver abaixo de 50 mg/dl deve tomar 2 pacotes de açúcar (em qualquer idade). Após 3 a 5 minutos, deve efectuar nova avaliação de glicemia, se os valores tiverem subido até 100 mg/dl ou mais, esperar 15 minutos, voltar a avaliar a glicemia, se continuar com um valor superior a 100 mg/dl tem de ingerir uma refeição com hidratos de carbono de absorção lenta (consultar Alimentos para diabetes). Se pelo contrário, os valores voltaram a descer o que há a fazer é tomar novamente açúcar, esperar 3 a 5 minutos e efectuar nova avaliação de glicemia, repete-se esta operação até os valores estabilizarem acima de 100 mg/dl. Pois só assim se corrige uma hipoglicemia em segurança.

O perigo de se corrigir mal uma hipoglicemia é a ausência progressiva de sintomas quando se entra em hipoglicemia, ou seja os diabéticos vão deixando de sentir os sintomas atrás descritos e podem entrar em coma sem dar por isso.

Os familiares, amigos e colegas de trabalho devem ser informados pela pessoa com diabetes do que fazer quando ocorrer uma situação de hipoglicemia. Nos diabéticos tipo 1 os sintomas podem ser galopantes, ou seja podem entrar em coma rapidamente se não se actuar logo.

Pode haver excesso de insulina em circulação, por várias razões, por exemplo excesso de unidades de insulina administradas, rápida absorção da totalidade de insulina administrada devido a um esforço físico (se administrar insulina nos membros inferiores e em seguida for correr), exposição solar na praia após administração de insulina, presença de lipodistrofias (depósitos de insulina no tecido subcutâneo que podem ser absorvidos na totalidade ou em parte além da insulina que foi administrada conforme o habitual). Daí a importância de se alimentar de 2/2 horas no caso de  diabetes tipo 1.

No caso dos diabéticos tipo 2, podem não conseguir reverter a situação só com o açúcar, nesse caso deve dirigir-se ao hospital para ficar sob vigilância e efectuar tratamento endovenoso. Os antidiabéticos orais (comprimidos para a diabetes) têm um tempo de duração no organismo que pode chegar ás 48h00. As hipoglicemias nos diabeticos tipo 2 podem ocorrer quando tomam os comprimidos e não se alimentam ou não ingerem hidratos de carbono de absorção lenta, pois é nos hidratos de carbono presente na comida para diabetes que os antidiabéticos orais actuam, daí a importância de se alimentarem de 3/3 horas no caso de diabetes tipo 2.

Quando um diabético entra numa fase de confusão mental com agressividade, os familiares, amigos ou colegas de trabalho devem manter a calma e tentar dar-lhe água com açúcar tipo papa para não se engasgar.

Durante a noite também podem ocorrer episódios de hipoglicemia sem que os diabéticos se apercebam, se ainda houver presença de açúcar no fígado, o que este faz é libertá-lo na corrente sanguínea na sua totalidade, daí os diabéticos poderem acordar com valores elevados de glicemia. Se o fígado não tiver reservas de açúcar o que acontece é uma queima de gorduras que pode levar à presença de corpos cetónicos de manhã quando acorda. Logo é importante que os diabéticos tomem a ceia todas as noites antes de se deitarem, para que o fígado reponha as suas reservas de açúcar.

Em resumo, torna-se importante entender que a hipoglicemia é uma situação perigosa e que deve ser corrigida o mais rapidamente possí­vel, bastando para isso tomar em consideração os conselhos que aqui foram dados.

Temas Mais Pesquisados:

  • sobremesas para diabeticos
  • como resolver hipoglicemia
  • diabetico e hipoglicemia

Tags:

Category: Dicas Úteis

About the Author ()

Mário Carvalho é o autor do blog dietadiabetes.net. Enfermeiro de profissão desde 1999, desde há muito que se interessa sobre a diabetes, nomeadamente sobre as dietas para diabéticos. Recentemente participou na elaboração de um livro sobre Diabetes - "Conselhos Para Diabéticos" Siga-me em google+

Deixe-nos o Seu Comentário...

*


two × 5 =